Face a um crescimento global em abrandamento, seis países anunciam quase 13 milhões de dólares de apoio ao comércio nos países mais pobres do mundo

GENEBRA – 3 DE JULHO DE 2019 – Os 47 Países Menos Avançados (PMA) do mundo têm uma população combinada de mais de mil milhões de pessoas. No entanto, a sua quota coletiva do comércio global é inferior a 1%. Num evento especial durante a Análise Global da Ajuda ao Comércio de 2019, seis países anunciaram planos para dedicar quase 13 milhões de dólares para ajudar a melhorar a situação comercial e envidar esforços para reduzir a pobreza nos PMA.

É essencial um crescimento mais rápido para reduzir a pobreza, mas as previsões mais recentes do Fundo Monetário Internacional e da Organização Mundial do Comércio (OMC) apontam para um abrandamento do crescimento global, bem como para uma contração do comércio. Os novos investimentos nos PMA irão contribuir para estimular o comércio e amortecer quaisquer impactos durante o atual momento de incerteza global.

Os governos da Austrália, Dinamarca, Finlândia, Alemanha, Japão e Suécia anunciaram os planos para os seus compromissos ao Quadro Integrado Reforçado (QIR) durante o evento bienal da Ajuda ao Comércio em Genebra. O QIR trabalha para melhorar o comércio em parceria com os governos dos PMA, instituições de desenvolvimento e ONG, bem como com a Iniciativa Ajuda ao Comércio da OMC. A Iniciativa Ajuda ao Comércio visa mobilizar recursos para reforçar as capacidades comerciais e as infraestruturas em países em desenvolvimento e em PMA. O QIR trabalha diretamente com os governos dos PMA para alcançar este objetivo.

“A participação no comércio global é importante para o desenvolvimento. No entanto, existem alguns obstáculos e barreiras que têm de ser ultrapassados para que os PMA participem de forma significativa e equitativa no comércio internacional. Estes prendem-se com a qualidade dos produtos, regras, normas, nível de competitividade, capacidade institucional, acesso ao mercado e estratégias e políticas apropriadas. A Suécia orgulha-se de ser um dos doadores que contribui para os esforços do QIR na ajuda aos PMA no que respeita a promover o comércio como motor do desenvolvimento, crescimento e erradicação da pobreza”, declarou Cecilia Scharp, Diretora-Geral Adjunta e Diretora do Departamento para Organizações Internacionais e Apoio a Políticas da Agência Sueca de Desenvolvimento Internacional (SIDA, na sigla inglesa), num momento anterior ao evento. A Agência Sueca de Desenvolvimento Internacional anunciou uma contribuição de 50 milhões de SEK (5,4 milhões de dólares) para o QIR, elevando o montante total da ajuda sueca para 150 milhões de SEK para o período de 2017-2022.

Os novos compromissos planeados para o QIR, uma significativa demonstração de apoio ao comércio como solução de desenvolvimento, irão servir para abordar diretamente os obstáculos ao comércio nos PMA através de uma abordagem holística que constitui uma combinação de estudos baseados em dados, estratégias setoriais que visam a diversificação económica e coordenação governamental, o que resulta num trabalho conduzido diretamente no terreno.

Os PMA são particularmente vulneráveis a choques externos como a volatilidade dos preços das mercadorias, ao passo que na maioria dos PMA o crescimento do PIB per capita está significativamente abaixo dos níveis necessários para erradicar a pobreza extrema. Face às atuais tensões comerciais, é mais importante do que nunca que os países mais pobres do mundo beneficiem das ferramentas comerciais de que necessitam para alcançar o êxito.

“Na Gâmbia, a Ajuda ao Comércio tem testemunhado resultados e está a contribuir para a diversificação das nossas exportações agrícolas para novos mercados internacionais para os nossos produtos. A Gâmbia tem o prazer de ser parceira do QIR neste esforço e de ver os países doadores reconhecerem tanto o que funcionou para os PMA como as áreas em que resta trabalho a fazer, sabendo que o sucesso, ou seja, retirar as pessoas da pobreza, é crucial”, afirmou Isatou Touray, Vice-Presidente da Gâmbia, que marcou presença no evento.

O QIR trabalha desde a África às Américas, à Ásia e Pacífico, tendo ajudado 41 países a integrar o comércio nos seus respetivos planos nacionais de desenvolvimento ao mesmo tempo que apoiava 1300 Micro, Pequenas e Médias empresas e mais de 35.000 mulheres. A parceria única do QIR foi concebida para exercer o maior impacto e funciona também como catalisador de um maior financiamento aos PMA, assegurando um alargamento abrangente do apoio.

“Estes compromissos planeados dos nossos doadores irão contribuir bastante para ajudar os PMA enquanto estes atuam num ambiente comercial global desafiante e em mudança. Ao longo de 10 anos, o QIR tem trabalhado com os governos dos PMA e testemunhámos sucesso desde o Chade ao Butão e às Ilhas Salomão. No entanto, mais esforços são necessários e esperamos que outros se juntem a nós no trabalho de levar os PMA a liderarem o desenvolvimento inclusivo”, declarou o Diretor Executivo do QIR, Ratnakar Adhikari.

CREDITS: Header image - ©EIF/Fangzhou Liang