O comércio e o ambiente: lutar para manter o equilíbrio do ecossistema e travar o avanço do deserto do Sara

Oumar é uma das 370.500 pessoas do Mali que produz goma-arábica, 80% das quais (296.400) são mulheres.

A reflorestação, um dos grandes objetivos do projeto da goma-arábica do QIR no Mali, é fundamental, dado que mais de 60% da área total do Mali de 1,22 milhões de km2 se situa em zonas desérticas ou semidesérticas e 20% na zona do Sahel.

O projeto, centrado em seis das regiões mais vulneráveis onde Oumar vive, constitui parte dos esforços regionais da iniciativa “Grande Muralha Verde de África”, com o objetivo de travar o avanço do deserto do Sara. O projeto abrange 10.000 hectares de terra cultivada com acácias, concentrando-se na redução da pobreza e na abordagem à degradação ambiental e à gestão sustentável da terra. Visa prevenir a perda de espécies de plantas na zona do Sahel e lutar contra o avanço do deserto e as alterações climáticas, não deixando de manter o equilíbrio do ecossistema. A informação e a formação sobre a proteção da goma-arábica sensibilizou os pastores nómadas que se dedicam ao corte excessivo de acácias para alimentar o seu gado.

Oumar observa as acácias em crescimento referindo-se a elas como “As árvores com a lágrima dourada” e declara:

Através do projeto, quatro municípios do Distrito de Bema reuniram-se para proteger as acácias e promover e comercializar a goma-arábica… Isto significou muitas oportunidades de emprego para os nossos jovens, que passaram a conseguir ganhar rendimentos e resistir à tentação de saírem do país em busca de emprego.
-

KEYWORDS: gum arabic