Zambia
Estudo de Diagnóstico sobre a Integração do Comércio (EDIC) 2005
Atualização do EDIC 2014
Adesão à OMC 1995

O QIR está a ajudar a Zâmbia a criar e implementar políticas comerciais baseadas em provas, a fim de reforçar a participação do país nos mercados regionais e globais.

Foi, e está a ser, prestado um apoio estratégico direcionado ao setor do mel, à capacitação económica das mulheres e ao cumprimento das normas sanitárias.

MdE 05/05/16
Orçamento 600'600
Data de fim 31/03/19

O QIR está a desenvolver esforços para apoiar a integração da Zâmbia no sistema de comércio internacional

Resultados:

  • A Zâmbia participou em negociações para estabelecer um Posto Transfronteiriço de Atendimento Único entre a Zâmbia e a Tanzânia, com um acordo assinado em abril de 2017;
  • Em parceria com o Conselho Nacional do Comércio da Suécia, o QIR (através do Ministério do Comércio e da Indústria) está a implementar um programa curricular inovador de cursos de Política Comercial e Desenvolvimento na Universidade da Zâmbia;
  • Em janeiro de 2017 foram conduzidos dois inquéritos nacionais de comércio sobre óleos alimentares e compras em centros comerciais a fim de apoiar a formulação da política;
  • 10 funcionários do Ministério receberam formação sobre a utilização de ferramentas analíticas da política comercial em março de 2017, 14 representantes do Ministério receberam formação sobre melhores práticas internacionais de aprovisionamento em novembro de 2016 e 15 representantes do Ministério receberam formação sobre gestão de contas do projeto em outubro de 2016;
  • 39 participantes do setor público e dois participantes do setor privado receberam formação sobre regras de origem e Barreiras Técnicas ao Comércio em junho de 2017.
MdE 01/02/13
Orçamento 2'469'930
Data de fim 01/02/16

O QIR reforçou as relações já existentes entre os grupos de produtores e os transformadores e apoiou a construção de centros que promovem um fácil acesso a mercados para o mel e produtos derivados do mel. Antes do projeto, os apicultores armazenavam o mel em qualquer recipiente que conseguissem obter e incorriam em custos para transportar o produto durante longas distâncias em busca de compradores. Agora, em comunidades com centros grossistas, o mel é vendido no interior das comunidades e os preços são negociados. Os produtores de mel, 30% dos quais são mulheres, estão também a receber formação sobre como melhorar a produtividade e a qualidade. Foram também distribuídos recursos aos apicultores, incluindo colmeias e equipamentos para testar a qualidade do mel em termos de humidade.

Resultados:

  • 18 centros foram construídos e comunidades efetuaram contribuições em espécie para a construção, o que ajudou a criar um nível de apropriação e de interesse pela manutenção das instalações. Os centros grossistas contribuem para uma melhor qualidade, acesso aos mercados e custos de transação reduzidos;
  • A qualidade do mel de apicultores com formação melhorou 60%-75% em comparação com o mel produzido por apicultores sem formação;
  • 6580 apicultores (30% dos quais mulheres) receberam formação em gestão de apiários;
  • Entre os recursos distribuídos a apicultores contam-se 5638 colmeias modernas, 4000 conjuntos de vestuário de proteção, 5000 recipientes de colheita e armazenamento e 2000 fumigadores;
  • A adoção de tecnologias modernas de apicultura criou um ambiente em que as mulheres são encorajadas a participar no setor sem ficarem expostas a perigos de saúde. O projeto elegeu deliberadamente como alvo grupos e entidades liderados ou detidos por mulheres que participam no setor. Um desses grupos é o Grupo de Apicultura das Mulheres de Kabule, composto por 20 membros e localizado numa cidade no centro da Zâmbia chamada Kapiri Mposhi;
  • O grupo recebeu formação e tem estado associado à Luano Honey enquanto principal comprador, o que aumentou a sua produção de 45 baldes de mel no início do programa para mais de 300 em 2015.
MdE 26/10/18
Orçamento 200'000
Data de fim 26/10/21

O objetivo da SheTrades Zâmbia consiste em permitir que as mulheres da Zâmbia beneficiem da participação económica, centrando-se nas cadeias de valor da agricultura e dos têxteis e vestuário. A SheTrades Zâmbia irá promover um ambiente de negócios favorável para as mulheres empresárias, proporcionar às mulheres empresárias acesso às competências e sistemas de apoio necessários para dirigir empresas bem-sucedidas e ligar empresas detidas por mulheres aos mercados locais, regionais e internacionais.

MdE 26/10/18
Orçamento 200'000
Data de fim 26/10/21

O QIR está a trabalhar para melhorar a capacidade fitossanitária da Zâmbia e aumentar a confiança dos parceiros comerciais através do cumprimento dos requisitos fitossanitários. Esta iniciativa está a ser cofinanciada pelo STDF na Zâmbia e pela SADC.

Griffin Nyirongo
NIU Coordinator (Project Manager – EIF Department of Foreign Trade, Ministry of Commerce, Trade and Industry)
griffin.nyirongo@mcti.gov.zm

Lillian Bwalya
Director -- Department of Foreign Trade
lillian_sabe@yahoo.com

Simon Hess
Country Coordinator
simon.hess@wto.org