Cambodia
Estudo de Diagnóstico sobre a Integração do Comércio (EDIC) 2007
Atualização do EDIC 2014
Adesão à OMC 2004

O QIR está a ajudar o Camboja a criar capacidades para formular, implementar, gerir e monitorizar uma política de comércio favorável aos mais pobres. O Camboja desenvolveu roteiros do comércio que funcionam como a estratégia comercial do país e que estabelecem reformas prioritárias e ações para melhorar o desempenho do comércio e promover a diversificação e o crescimento inclusivo.

O roteiro de 2014-2018 identifica 10 setores de desenvolvimento prioritários, cinco dos quais estão agora a receber apoio do QIR: arroz branqueado, seda de alto valor, pescas, mandioca e hotelaria.

O QIR está a trabalhar para reforçar a capacidade nacional de o Camboja formular, implementar, gerir e monitorizar uma política comercial favorável aos mais pobres que esteja em linha com, e apoie, o Plano Nacional de Desenvolvimento Estratégico do país.

Resultados:

  • O Fundo de Afetação Especial Multidoadores, também conhecido como Programa de Desenvolvimento do Setor Comercial (PDSC), contribuiu significativamente para o desenvolvimento do comércio. Como resultado, 28 projetos foram aprovados e implementados por diferentes agências desde março de 2009 e o PDSC foi alargado graças a um financiamento extra assegurado pela União Europeia no valor de 3,1 milhões de dólares.
  • A Estratégia de Integração do Comércio do Camboja e a atualização do Roteiro da Abordagem Setorial ao Comércio (SWAp) de 2019-2023 está em curso de desenvolvimento. A nova Estratégia de Integração do Comércio do Camboja e o roteiro irão fazer o balanço dos progressos alcançados no desenvolvimento do setor comercial do Camboja desde 2014 e identificar novas prioridades estratégicas específicas do setor e abordagens às circunstâncias em mudança no setor comercial do Camboja.
MdE 25/09/12
Orçamento 974'980
Data de fim 31/03/16

O QIR desenvolveu esforços para promover as exportações de seda de alto valor do Camboja, aumentando a competitividade do setor da seda a fim de criar postos de trabalho, especialmente para as mulheres, apoiar a diversificação das exportações, reduzir a pobreza e impulsionar o crescimento das receitas. As empresas do Camboja beneficiaram de serviços de orientação individual, apoio consultivo e formação para desenvolver os seus produtos e mercados.

Resultados:

  • Aumento de 100% no rendimento médio mensal dos tecelões decorrente da tecelagem de seda entre 2012 e 2016.
  • Criação de 88 novos postos de trabalho por 14 empresas beneficiárias do projeto desde 2012.
  • Contratação de 168 novos tecelões pelas 14 empresas beneficiárias do projeto desde 2012.
  • Foram estabelecidos contactos com mais de 300 potenciais compradores na Europa, nos EUA, no Japão, na Austrália e na Nova Zelândia, resultando em mais de 200.000 dólares de novas encomendas concluídas ou em negociação. O CCI facilitou a criação de cinco novos estabelecimentos comerciais em Phnom Penh para vendas ao mercado do turismo.
  • Uma PME registada como Organização de Comércio Justo Garantida pela Organização Mundial do Comércio Justo.
MdE 14/12/12
Orçamento 1'112'847
Data de fim 30/06/16

O arroz é o maior setor empregador da economia do Camboja e o QIR desenvolveu esforços para aumentar a competitividade das exportações de arroz do Camboja, o que resultou em melhores rendimentos para os produtores de arroz e agricultores da cadeia de abastecimento de arroz branqueado.

Resultados:

  • O projeto facilitou 72.497.774 dólares de exportações de arroz ao longo do período de janeiro-dezembro de 2015 (representando o arroz de jasmim mais de metade das exportações facilitadas). Estima-se que o projeto tenha facilitado 268.842 toneladas métricas no valor de 146.618.197 dólares (em conjunto com o Projeto de Apoio ao Setor do Arroz do Camboja).
  • A estratégia da imagem de marca do arroz do Camboja foi endossada pela Federação do Arroz do Camboja. Angkor Malis foi selecionada como a marca principal para os mercados internacionais para apresentar a marca de arroz do Camboja para o arroz de jasmim com qualidade de exportação.
  • Foram conquistados três novos mercados para o arroz do Camboja (EUA, UE e China).
  • Onze fábricas de descasque de arroz do Camboja receberam a certificação Análise do Risco e Pontos de Controlo Críticos (HACCP – Hazard Analysis and Critical Control Points), uma das quais tendo recebido também a certificação Segurança e Saúde no Trabalho (OSH - Occupational Safety and Health).
  • O Camboja ganhou o prémio de “Melhor Arroz do Mundo” pelo terceiro ano consecutivo, ficando assim estabelecida a identidade do DNA das variedades de arroz de jasmim do Camboja. A identidade do DNA de uma variedade de arroz do Camboja (Somaly) foi estabelecida como uma base de referência face à qual é possível analisar a pureza do arroz (DNA).
MdE 15/07/15
Orçamento 950'000
Data de fim 31/12/18

O QIR colaborou com a Academia Real de Artes Culinárias com o objetivo de melhorar os serviços no setor da hotelaria.

Resultados:

  • Foi instalada tecnologia verde adequada, como aquecimento solar da água e geração de eletricidade a partir de energia solar, para satisfazer as necessidades da Academia.
  • Foi realizada uma sessão de formação de formadores para a faculdade da Academia, conduzida por representantes da Escola Suíça de Gestão Hoteleira, antes da primeira admissão de estudantes, em março de 2017.
  • Foram criados seis curtos cursos para não profissionais, implementados em dezembro de 2016 e continuados no primeiro trimestre de 2017. Entre os tópicos contavam-se os seguintes: Bolachas de Natal, como preparar o bife perfeito, jantar do Dia dos Namorados, disposição da mesa, massa e sushi básico.
MdE 08/04/14
Orçamento 997'026
Data de fim 31/12/17

O Camboja é o terceiro maior exportador de mandioca do mundo, mas falta-lhe ainda captar um maior valor adicionado do setor. O QIR desenvolveu esforços na diversificação do mercado e no reforço de capacidades de associações e exportadores/transformadores de mandioca.

Resultados:

  • Foi concluído e distribuído um estudo atualizado sobre a cadeia de valor da mandioca. O estudo centra-se nas duas principais componentes: exportação de chips de mandioca e exportação de mandioca transformada (fécula, farinha e etanol). Os requisitos das NSF para os principais mercados de exportação foram identificados, assim como o papel das mulheres na geração de valor.
  • Oito associações de mandioca nas quatro províncias-alvo do projeto foram criadas e registadas no Ministério do Comércio.
  • Setenta membros das oito associações de mandioca receberam formação sobre o papel e as funções das associações de mandioca em setembro de 2015 e 90 membros receberam formação sobre agricultura sob contrato e a sua aplicação no setor da mandioca em junho de 2015.
  • Workshop sobre facilitação do comércio e procedimentos de exportação de produtos à base de mandioca organizado em Battambang em junho de 2016, com a participação de 85 representantes do setor privado (oito associações de mandioca e 32 empresas privadas) e responsáveis da administração subnacional. 
MdE 07/04/14
Orçamento 988'953
Data de fim 30/09/17

O setor da pesca marítima do Camboja emprega milhares de pessoas, mas é de natureza artesanal e tradicional praticamente na totalidade, sem grandes instalações de transformação nacionais. O governo do Camboja identificou a pesca marítima como um setor-chave para a diversificação das exportações e o QIR contribuiu para assegurar uma melhor compreensão das necessidades do setor de exportação de produtos de pesca marítima, a fim de melhorar o ambiente de negócios e reestruturar o setor para que os agentes desempenhem um papel ativo no diálogo político nacional.

  • Foram identificadas questões-chave que afetam o setor da pesca marítima e finalizado um roteiro para o desenvolvimento da cadeia de valor. O desenvolvimento da cadeia de valor da pesca foi integrado na versão provisória do Quadro Estratégico de Planeamento das Pescas (2015-2024).
  • Foi prestado apoio à remodelação de duas unidades de transformação, a fim de cumprir os requisitos HACCP.
  • 184 pessoas receberam formação em 2016 sobre boas práticas de higiene, o quadro jurídico para a pesca marítima, a mitigação do impacto ambiental e o sistema HACCP.
  • Normas relacionadas com a pesca foram avaliadas e códigos de conduta desenvolvidos em conjunto pelo Instituto de Normalização do Camboja e o Ministério da Indústria a fim de complementar as normas existentes.
  • Cambodia Action Matrix (2001)

    Inglês
  • Cambodia Diagnostic Trade Integration Study Part C (2001)

    Inglês
  • Cambodia Diagnostic Trade Integration Study Part D (2001)

    Inglês
  • Cambodia Diagnostic Trade Integration Study Part B (2001)

    Inglês
  • Cambodia Diagnostic Trade Integration Study Part A (2001)

    Inglês
  • Country Profile: Cambodia (2011)

    Inglês Francês Português
  • Trading Stories: Cambodia (2013)

    Inglês
  • Cambodia Trade SWAp Road Map (2014-2018)

    Inglês
  • Cambodia Trade Integration Strategy: Executive Summary (2014-2018)

    Inglês
  • Cambodia Trade Integration Strategy (DTIS Update) (2014-2018)

    Inglês
  • Cambodian Silk Artisans Catalogue (2013)

    Inglês
  • Cambodian Silk Artisans Catalogue (2014)

    Inglês
  • Cambodia Trade SWAP Newsletter Vol 4 (2015)

    Inglês
  • Cambodia Trade SWAp Newsletter Vol 5 (2016)

    Inglês
  • Cambodia High Value Silk: A Silk Route to Reducing Poverty and Improving Livelihoods (2016)

    Inglês
  • Cambodia: Success Stories (2016)

    Inglês

Kamrang Tekreth
EIF Focal Point (Secretary of State, Ministry of Commerce)
Kamrang7@gmail.com

Kemvichet Long
EIF Focal Point (Deputy Director, Department of International Cooperation, Ministry of Commerce)
Long.kemvichet@gmail.com

Marta Neves Abrantes
EIF Donor Facilitator (Attaché, Trade and Private Sector Development, EU Delegation to Cambodia)
marta.abrantes@eeas.europa.eu

Hang Tran
Country Coordinator
hang.tran@wto.org