O comércio e os serviços, a reabilitação e a promoção dos patrimónios culturais

“Gostaríamos de dizer obrigado por este projeto de infraestrutura. Queremos ter um local onde os turistas possam passar tempo, relaxar, conversar connosco e observar os nossos produtos numa estrutura bem concebida, que permitirá que todos os produtos sejam visíveis e, por conseguinte, atrativos para os turistas."

Florence está sentada no local onde o antigo mercado se situava. Olha em volta melancolicamente enquanto relembra a grave devastação causada pelo Ciclone Tropical Pam que atingiu Vanuatu em março de 2015, em consequência do qual Florence e as outras 90 comerciantes (“Mamãs”) da sua Associação deixaram de ter um local para vender os seus produtos aos turistas. Todas as atividades comerciais foram drasticamente reduzidas e as atividades turísticas destruídas, diminuindo severamente as oportunidades de emprego e de ganho de receitas num dos países mais pobres do Pacífico.

Agora, com o lançamento do Projeto de Infraestruturas Turísticas de Vanuatu em agosto de 2015, surgiu uma esperança renovada, contribuindo para a reconstrução de Vanuatu após a destruição causada pelo Ciclone.

Este Projeto, apoiado pelo Programa do QIR em conjunto com a Nova Zelândia e o Governo de Vanuatu, irá ajudar o país a reconstruir as suas infraestruturas turísticas vitais e, em especial, apoiar a regeneração da área do porto turístico e da zona costeira em Port Vila. O projeto assegura também uma abordagem integrada à gestão ambiental, melhorando a resistência às catástrofes naturais e às alterações climáticas. Como exemplo, a construção de um revestimento composto por rochas ao longo da baía contribuirá para proteger o litoral contra novas erosões, outros ciclones e a subida do nível do mar.

E, para Florence, este apoio significa um novo começo que irá ajudá-la, bem como às 90 “Mamãs”, a ganhar rendimentos, colocar comida na mesa em casa e pagar os estudos dos seus filhos. Acrescenta, sorrindo: